Função do colágeno no organismo

Quando a produção de colágeno está regular, as rugas agradecem. Mas seus benefícios vão muito além da estética da pele. Essa proteína tem papel importante para diversos mecanismos do organismo, especialmente os que envolvem músculos e cartilagens. Entenda esse processo e saiba como manter essa engrenagem funcionando.

colageno-hidrolisado_25551_lNo universo feminino, quando se fala em colágeno a primeira coisa que vem à cabeça é a sua relação com a beleza. Mas essa substância é relevante para o organismo como um todo, compondo músculos, ossos, cartilagens, vasos sanguíneos e outros tecidos. O colágeno é uma proteína estrutural básica encontrada na matriz extracelular (a massa ao redor das células que as une entre si) e nos tecidos conectivos (como a cartilagem das articulações), representando cerca de 30% do total de proteínas no corpo humano. A função principal dele é dar força, rigidez e flexibilidade aos ossos, aos dentes, aos ligamentos, às membranas e à pele — além de “segurar” a água que circula pelo corpo. Os cuidados com sua reposição são providenciais e vão além do quesito estético.

“O colágeno talvez seja um dos pilares da construção de uma estrutura orgânica perfeita”, fala Daniel Magnoni, nutrólogo do Hospital do Coração, de São Paulo (SP). Sua indicação é manter uma alimentação rica em proteínas e aminoácidos, importantes grupos alimentares que fornecem ao corpo as matérias-primas de fabricação ideais do colágeno.

Não há exames que meçam sua quantidade normal, nem sugestão de consumo. O que se sabe é que, com o passar dos anos, a sua qualidade é prejudicada, e a idade é um dos fatores relacionados, além do sobrepeso, do sedentarismo e de maus hábitos de vida (tabagismo, exposição prolongada ao sol etc.).

fonte: revista Corpo a Corpo

Dicas Estética

Radiofrequência – Dizem os especialistas, que trata-se do melhor aparelho até o momento para estimular a produção de colágeno.

COMO FUNCIONA?
O equipamento ocasiona um efeito imediato e um tardio. Num primeiro momento, a radiofrequência vai causar a contração das fibras de colágeno e elastina, gerando um efeito “lifting”. Dentro de 14 a 21 dias após a aplicação, vai acontecer a neocolagênase, que é uma estimulação do fibroblasto para maior produção de colágeno e assim formar novas fibras, melhorando o aspecto da pele. Como resultado, há uma pele mais hidratada, e mais firme.