Estrias na gravidez: como prevenir e tratar

Estrias é um processo degenerativo cutâneo benigno, caracterizado por lesões atróficas, ocorrendo em trajetos lineares, onde variam de coloração de acordo com sua fase evolutiva. São cicatrizes ocasionadas pelo rompimento ds fibras elásticas e de colágeno geradas por estiramento excessivo ou rápido d pele e por mudanças hormonais que acontecem durante a gravidez.

Esta alteração hormonal pela qual toda grávida passa é devido a uma superprodução de estrógeno, hormônio que, em grande quantidade, interfere negativamente na fabricação de colágeno e elastina. Usualmente começam a surgir cerca do segundo trimestre, aparecendo mais comumente na zona do umbigo e espalhando-se pela barriga, flancos, glúteos e mamas. Esta fase quando a gravidez está no seu auge, e a rapidez da dilatação da pele é maior. Contudo, se a gravidez for múltipla, a probabilidade de desenvolver estrias é maior, pois a pele tem de esticar muito mais. A pele é um tecido elástico, mas ela pode chegar ao limite de sua elasticidade, e é quando as estrias costumam aparecer. Existe também a predisposição genética e familiar, assim como o fototipo da pele. Peles mais claras são mais propensas a ter estrias.

Para a prevenção das estrias existem atitudes e cuidados simples que você pode tomar durante toda a gestação, são eles: controle de peso, manter a dieta balanceada, pratique exercícios físicos, beba bastante água, hidrate a pele e use cosméticos específicos para gestantes, use roupas confortáveis, assim como um sutiã adequado e do tamanho correto, invista nas sessões de drenagem linfática.

 

No pós-parto podemos contar com alguns tratamentos que são indicados e parte deles somente após o período de amamentação.  O tratamento deve ser feito por um profissional especializado a fim de minimizar essas atrofias. Os mais recomendados e com bons resultados são: microdermoabrasão, micropuntura, peeling químico, radiofreqüência, laser e carboxiterapia. Infelizmente não há milagre e não há cura. O que é possível conseguir com o resultado é a diminuição do tamanho, largura e espessura melhorando o seu aspecto e cor.

Engordar demais durante a gravidez é prejudicial para a saúde da mulher, do bebê e para a aparência da mamãe e influencia positivamente no aparecimento das estrias. Além de afetar o emocional e sua auto-estima. Por isso é importante prevenir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.